Internação voluntária

A Internação voluntária ocorre quando um paciente aceita por conta própria um tratamento contra à dependência química e alcoólico , 

Internação voluntária: Como funciona ?

A internação voluntária trata-se de uma das formas pelas quais um dependente químico ou alcoólico pode dar entrada em uma clínica de recuperação.

Conhecer sobre ela é importante, já que nem todos os pacientes que chegam até essas clínicas vão por vontade própria, sendo necessária, em uma grande parte das vezes, da intervenção familiar.

Entretanto, no caso da internação voluntária as coisas acontecem de uma forma diferente, por isso mesmo é preciso explicar como ela funciona.

O que é a internação voluntária em uma clínica de reabilitação

Antes falar sobre o funcionamento da internação voluntária em uma clínica de reabilitação, é preciso mostrar a respeito do que é a dependência química.

Ainda existe muito preconceito a respeito desse assunto, o que faz com que não só o dependente químico, mas também a própria família evite falar sobre ele de forma aberta.

Entretanto, é justamente falando sobre o problema que será mais fácil conseguir achar uma solução para ele, então veja a seguir o que é a dependência química.

Ela é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como sendo uma doença crônica que acomete milhões de pessoas em todo o mundo.

Isso acontece porque as substâncias químicas que são utilizadas de forma abusiva pelos dependentes atuam diretamente sobre o sistema nervoso central.

O impacto dessas substâncias leva as pessoas a sofrerem com alterações diversas físicas e emocionais do paciente, ocasionando sérios problemas para a saúde e a vida desse indivíduo.

Quem sofre com essa doença tem como melhor opção de tratamento a internação em uma clínica de recuperação de dependentes químicos.

A internação em uma clínica pode acontecer de duas formas principais: por meio da internação voluntária e através da internação involuntária.

A seguir, você verá mais a respeito dessa primeira forma de internação em uma clínica voltada para o tratamento de dependentes químicos.

Internação voluntária: Entenda mais a respeito dela

A internação voluntária, como o próprio nome indica, é aquela na qual o paciente, voluntariamente, ou seja, por vontade própria resolve internar-se em uma clínica de recuperação para solucionar a dependência que possui.

Assim, a internação acontece por consentimento do próprio paciente, que inclusive assina um termo em que deixa claro que está entrando para tratamento na clínica por livre e espontânea vontade.

Esse tipo de internação costuma apresentar melhores resultados em termos de recuperação dos pacientes, pois eles estão mais motivados e entendem o problema que possuem.

Como se sabe, não é fácil conseguir se livrar de uma dependência química e, em geral, o tratamento pode ser um pouco demorado, com diversas fases e processos diferentes que podem causar dores e angústias ao dependente.

Apesar disso, essa ainda é a forma mais eficaz por meio da qual uma pessoa com uma dependência química pode livrar-se de uma vez por todas do vício que possui.

Com isso, o paciente que já entra por vontade própria em um tratamento desse tipo tem muito mais possibilidades de conseguir passar por todas as etapas para conseguir se livrar da dependência química.

Muitas vezes, a família pode ter uma parcela de participação na internação do tipo voluntária ao conversar com o dependente químico ou alcoólico e tentar mostrar a ele a importância do tratamento.

Se o indivíduo ainda está em condições de perceber a situação na qual se encontra e que necessita realmente de ajuda, então há grandes chances de que ele acolha o auxílio da família e entre voluntariamente na clínica.

No caso daquelas pessoas que já estão em um estágio mais avançado de dependência, podendo apresentar riscos para sua própria vida e a de terceiros, então a internação voluntária já não é mais adequada.

Afinal, nessa situação o dependente químico negará o seu estado e não aceitará ajuda, sendo necessário então a internação involuntária para auxiliar o mesmo a sair da dependência na qual se encontra.

Como conversar com um familiar sobre internação voluntária?

A família é um fator muito importante na recuperação plena do paciente, por isso mesmo é essencial que ela esteja envolvida no processo da internação voluntária.

Isso acontece porque a família deve ter um diálogo bastante sincero com o dependente químico para tentar convencê-lo da necessidade da internação de forma voluntária para a que ele possa livrar-se do vício.

Essa conversa precisa acontecer em um momento específico, no qual o indivíduo esteja totalmente sóbrio, tranquila e livre das substâncias químicas, para evitar que ela venha a fugir do diálogo.

A partir de uma conversa calma e civilizada, com a família convencendo o ente querido da necessidade da internação de maneira voluntária, ela não deve deixar o momento passar e se prolongar.

É necessário buscar a internação de forma imediata, evitando assim que o dependente possa vir a sofrer com uma recaída e então arrependa-se da ideia de internar-se em uma clínica.

Por isso mesmo é que a família deve procurar e entrar em contato com uma clínica de recuperação antes mesmo de ter a conversa com a pessoa que sofre com a dependência química ou alcoólica.

Isso irá permitir que ela possa ser levada até o local de internação imediatamente, o que vai facilitar bastante todo o processo de internação, para que ele possa ocorrer mais rapidamente.

Quanto antes o paciente internado de forma consensual começar o tratamento em uma clínica, então maiores são as chances para que ele possa alcançar a recuperação plena do vício que possui.

Conclusão

Como você viu aqui, a internação voluntária é uma das formas pelas quais o indivíduo pode internar-se em uma clínica de recuperação para que seja possível livrar-se de vez da dependência química.

Aqui você pôde conhecer mais a respeito da internação que acontece de maneira voluntária, ou seja, quando o próprio dependente químico reconhece que possui um problema e então resolve buscar auxílio.

Para ser internado, o indivíduo deve assinar um termo de consentimento no qual atesta que está entrando para tratamento por livre e espontânea vontade, sendo que a internação do tipo voluntária é a única na qual o paciente pode requisitar sua alta.

Precisando de ajuda ?

Duvidas sobre tratamento, agende uma visita com nossos terapeutas de plantão 24 horas

Nossas Especialidades

Nosso blog possui artigos feitos para ajudar você a entender e solucionar a realidade da dependência química e outros transtornos

Dependência química

Vel arcu tempus natoque consectetur pede phasellus magnis mattis letius consequat ullamcorper

Tratamento para alcoolismo

Vel arcu tempus natoque consectetur pede phasellus magnis mattis letius consequat ullamcorper

Transtornos associados

Vel arcu tempus natoque consectetur pede phasellus magnis mattis letius consequat ullamcorper

Internação voluntária

Vel arcu tempus natoque consectetur pede phasellus magnis mattis letius consequat ullamcorper

Internação Involuntária

Vel arcu tempus natoque consectetur pede phasellus magnis mattis letius consequat ullamcorper

Internação compulsória

Vel arcu tempus natoque consectetur pede phasellus magnis mattis letius consequat ullamcorper

Acompanhamento terapêutico

Vel arcu tempus natoque consectetur pede phasellus magnis mattis letius consequat ullamcorper

Translado e Remoções

Vel arcu tempus natoque consectetur pede phasellus magnis mattis letius consequat ullamcorper