Plano Terapêutico

O Plano Terapêutico é cuidadosamente elaborado pela Clinica Erimus. As abordagens são baseadas em evidências cientificas, em literatura acadêmica consagrada e na expertise dos profissionais da clínica.

Existe a constante preocupação de atualizar o Plano Terapêutico buscando adequação à realidade dos pacientes. 

A dependência química é uma doença séria e complexa (mas tratável), caracterizada pelo uso compulsivo de drogas. Embora cada droga produza efeitos físicos distintos, todas as substâncias  químicas podem alterar permanentemente o funcionamento do cérebro e a personalidade do dependente químico. Pode estar associada também a outros transtornos mentais, que devem ser tratados separadamente dando condições ao individuo de se apropriar das ferramentas oferecidas no tratamento.

O tratamento têm como objetivo mudar os condicionamentos (hábitos e costumes) do indivíduo e para isso se requer tempo, pois é necessário paralisar as atuais neuro plasticidades adoecidas no cérebro e se desenvolver novas saudáveis. Fique por dentro do Plano Terapêutico da Clinica Erimus

Plano Terapêutico, nosso tratamento contempla o período de 6(seis) meses

OBS: O Plano Terapêutico pode ser ajustado individualmente a cada paciente

Síndrome de abstinência é um conjunto característico de sinais e sintomas que ocorrem após a interrupção  do consumo de uma substância  que altera o humor, seja ela um medicamento ou uma droga de abuso.

O quadro clínico da síndrome de abstinência varia de acordo com a droga consumida e pode apresentar os seguintes sintomas durante a fase de desintoxicação : dificuldade de concentração, problemas de memória, reação emocional exagerada ou apatia, distúrbios ou alterações do sono, crises  de ansiedade, problemas de coordenação motora , sensibilidade ao stress e falta de auto crítica em razão da intoxicação cognitiva.

Essa etapa do tratamento se dará da seguinte forma :

– Acolhimento: (integração com a equipe, conhecimento das normas e atividades da clínica e será escolhido um paciente que esteja na segunda ou terceira fase do tratamento para ser o seu padrinho/anjo.

– Atendimento Psiquiátrico: Nessa fase é de suma importância o acompanhamento médico mais efetivo, pois o tratamento medicamentoso auxilia no combate dos sintomas de abstinência, auxilia no bem estar do paciente e quando necessário inicia-se o tratamento de algum possível transtorno associado (comorbidade). Análise de exames laboratoriais.

– Atendimento Psicológico : A primeira consulta irá acontecer no momento em que a equipe classificar o paciente como apto a esse atendimento. Inicio do vínculo entre profissional e paciente e anamnese. Os psicólogos (as), serão os gestores do tratamento e os responsáveis por apresentar feed back às famílias

– Conselheiros : Esses profissionais estarão disponíveis  para dar todo o suporte necessário aos pacientes nessa fase do tratamento.

– Atividade Física e Alimentação :  Uma alimentação saudável e balanceada associada à atividades físicas leves representam o início da mudança de hábitos e colaboram bastante nesse processo de desintoxicação. A liberação para atividades  como futebol ou caminhada será avaliada pela equipe após vinte dias.

– Cronograma de Atividades :  Assim que o paciente se encontrar em condições adequadas, começará a frequentar as palestras que são obrigatórias no tratamento.

– Contato com a família : A partir do vigésimo dia à equipe irá avaliar se o paciente apresenta condições  de ter o primeiro contato . Será agendada uma visita assistida com a presença do gerente de caso (psicólogos) e apoio de um conselheiro. A partir desse momento a equipe avalia a liberação das ligações e das visitas coletivas.

– Feed Back : Em um atendimento feito pelos psicólogos (as) ,conselheiros e um paciente escolhido pelo próprio paciente, será feita uma avaliação de desempenho dessa fase e definido se o paciente encontra-se em condições de passar para a próxima etapa do tratamento.

Fase dois (amarela) - Inicio dos passos, saídas terapêuticas e confronto familiar - 60 dias

Com o processo de desintoxicação praticamente concluído, o paciente tem condições de iniciar de fato seu processo de auto conhecimento e começar a implantar as mudanças necessárias para entrar em recuperação.

Essa etapa do tratamento se dará da seguinte forma :

– Atendimentos Famílias/ Equipe / Pacientes : Nessas  abordagens os familiares terão a oportunidade de apresentar ao paciente de forma assertiva como estava sendo o seu comportamento antes da internação. Percepção dos profissionais de situações  de risco nos relacionamentos familiares, reforço com as famílias quanto a conscientização da gravidade da doença e feed back quanto ao tratamento familiar nos grupos de auto ajuda e terapia.

– Inicio do trabalho de 12 passos :  Será entregue a apostila do primeiro passo ao paciente, após as  perguntas haverem sido respondidas, o paciente será atendido em conjunto pelos psicólogos(as) e conselheiros para leitura do passo. Após a finalização do trabalho a equipe avalia se o paciente está pronto para o segundo passo.

– Saídas Terapêuticas : O critério para que o paciente participe dessas saídas, levará em conta a sua organização pessoal (quarto, roupas), pontualidade nas atividades, comportamento com a equipe e outros pacientes e boa participação geral no tratamento.

=  Idas à Instituições de Crianças e Idosos da Região (Voluntariado),

=  Reuniões de AA e NA

= Corridas em Parques, Cinema, Exposições entre outras (de acordo com disponibilidade da clínica e aprovação da família)

= Igrejas

– Terapia Ocupacional : A equipe irá avaliar junto com o  paciente se será benéfico para o seu tratamento a participação na nossa horta e nas atividades da cozinha terapêutica.

– Feed Back : Em um atendimento feito pelos psicólogos (as) ,conselheiros e um paciente escolhido pelo próprio paciente, será feita uma avaliação de desempenho dessa fase e definido se o paciente encontra-se em condições de passar para a próxima etapa do tratamento.

Fase Três ( Verde) - Prevenção à recaída, Reinserção Social e Projeto de Vida - 60 dias

Nessa fase o paciente tem a oportunidade de retornar a sociedade de forma gradativa, através das ressocializações. Nessas saídas devem ser priorizadas atividades vinculadas a recuperação,  prática de novos princípios no relacionamento familiar e planejamento nas diversas áreas da vida

– Reinserção Social : Serão programadas através dos gerentes de caso (psicólogos) e discutidas em reunião de equipe, caso aprovadas essas saídas serão inicialmente quinzenais, passando a ser semanais no último mês de tratamento. O planejamento das atividades deve ser preenchido e apresentado aos psicólogos(as), em sessão de atendimento antes da saídas.

– Prevenção à Recaída :  A equipe dará ênfase nesse trabalho terapêutico, auxiliando o paciente a descobrir seus fatores de risco e a criar assim estratégias de enfrentamento. Foco na orientação dos evite-se, fortalecendo a proteção da abstinência.

– Projeto de Vida : Nos atendimentos individuais, o paciente terá a oportunidade de trabalhar a roda da vida, identificando nas  diversas áreas  da sua  vida onde são necessárias mudanças. Esse planejamento pode ser realizado em conjunto com os nossos profissionais.

– Cronograma : O paciente continua dando sequência às atividades desenvolvidas nas  outras fases

 – Feed Back : Em um atendimento feito pelos psicólogos (as) ,conselheiros e um paciente escolhido pelo próprio paciente, será feita uma avaliação de desempenho dessa fase e definido se o paciente encontra-se em condições de ter alta do tratamento ou se será necessária uma extensão para reforço das ferramentas não absorvidas.

Precisando de Ajuda?

Fale com nossos especialistas